Teste prático do HydroLite: suplemento da Dux Nutrition Lab

Arte: Erik Coser. Foto: Alessandro Frizzera.

Teste prático do HydroLite: suplemento da Dux Nutrition Lab

Fizemos uma teste prático com o Hydrolite, suplemento focado para o público do endurance da Dux Nutrition Lab.

A Dux Nutrition Lab, empresa brasileira de suplementos localizada em Pinheiros, São Paulo, possui um bom catálogo de produtos para atletas, produzidos em pequenos lotes, com matérias-primas selecionadas e importadas.

A Revista Alltrinews recebeu alguns suplementos da marca brasileira para análise. Os produtos enviados foram: Energy Kick, HydroLite e Recharge 2:1.

Alessandro Frizzera, triatleta amador e contribuinte freelancer da Revista Alltrinews, foi o responsável pela análise dos produtos. Alê é um triatleta muito criterioso na escolha dos suplementos e tem estudado bastante a respeito do assunto. Ele fez uma análise inicial focada principalmente no Hydrolite, produto da Dux Nutrition Lab direcionada ao público do endurance. Abaixo confiram o teste prático.

Hydrolite

Suplemento Hidroeletrolítico (isotônico) pode ser consumido pré, intra ou pós atividade, mas utiliza-se este tipo de produto principalmente durante os treinos externos em dias quentes e em competições.

O Hydrolite contém carboidratos simples e completos, combinando três tipos de carboidratos (maltodextrina, dextrose e frutose). Os eletrólitos auxiliam na reidratação, fornecem energia e repõe os sais minerais perdidos no suor.

Sabores: Disponível em pote de 1kg nos sabores laranja, limão e tangerira.

Em uma porção de 20g (1 scoop) contém:

Arte: Erik Coser. Foto: Alessandro Frizzera.

Outras características bem interessantes que o produto tem:

  • Sem lactose;
  • Feito com sal marinho;
  • Produto vegetariano;
  • Não contém glúten;
  • Sem corantes artificiais.

Teste prático e opinião:

Triatleta: Alessandro Frizzera – Equipe Alltrinews.

Treino: 68 km em 2h00 de ciclismo em ritmo contínuo moderado numa manhã com sol e temperatura de 26 graus celsius.

Café da manhã: desjejum de baixa caloria, banana com flocos de aveia e uma xícara de café.

Intra-treino: Uma garrafa de 600ml de água com duas porções (40g) de Hydrolite.

Pós-treino: Uma dose (35 g) de Recharge 2:1 com água.

Opinião: Aproveitei para testar o Isotônico Hydrolite da Dux num dia de sol do mês de dezembro durante o treino de ciclismo. Gosto de utilizar este tipo de produto em dias de calor, treinos mais longos e em competições.

Fiz um café da manhã magro com baixa caloria e consumi as duas doses do produto misturando apenas com água, distribuindo sua ingestão durante as 2h do treino de ciclismo. As 36g dos carboidratos combinadas (maltodextrina, frutose e dextrose), de baixo e alto índice glicêmico, as 144 kcal consumidas e os sais mineiras presentes foram suficientes para repor parte da energia e eletrólitos perdidos, sem sentir fome e falta de energia na distância percorrida na Rodovia do Sol, em Guarapari-ES.

O sabor testado foi de tangerina. Ele é bom, fácil de beber e o produto tem boa solubilidade.

30’ após o treino, a fome bateu. Em casa, tomei o Recharge 2:1 de coco, e ainda comi dois ovos mexidos, queijo e café. Suficientes para uma boa recuperação e aguentar 3h até o horário do almoço.

Em outros treinos que realizei, fiz a mistura do Hydrolite com outros produtos, como BCAA sem sabor e o carboidrato Energy Kick da Dux. A mistura deu maior valor energético, além agregar aminoácidos à bebida. É uma boa pedida para quem faz treinos mais longos ou um treinos em sequência.

Na próxima matéria será comentado sobre os produtos Energy Kick e Recharge 2:1.

Site do fabricante: www.duxnutrition.com


Por Alessandro Frizzera, triatleta amador e contribuinte freelancer da Revista Alltrinews.

COMPARTILHAR