Quem vencerá a primeira etapa da 2018 WTS Abu Dhabi?

Foto: Janos Schmidt/ITU Media.

Quem vencerá a primeira etapa da 2018 WTS Abu Dhabi?

A 2018 WTS Abu Dhabi acontece neste dia 2 de março na estreia do circuito de triathlon mais rápido do mundo. 

Disputa Masculina

Mario Mola (ESP) e Jonatham Brownlee (GBR) são os principais nomes para a vitória da primeira etapa da 2018 WTS Abu Dhabi. O Mola pode vencer pela terceira vez (2015 e 2016) a competição e manter a hegemonia espanhola em terras orientais. A Espanha levou o título em todas as edições da competição, sendo a última vitória de Javier Gomez (2017).

Brownlee não terá o seu irmão, Alistair, como companhia para derrubar a hegemonia espanhola em Abu Dhabi. Mas continua sendo uma peça importante para o rápido xadrez que será jogado neste final de semana, embora a temporada do ano passado não tenha refletido o grande potencial que este atleta tem, principalmente, depois de ter conquistado duas medalhas olímpicas.

Outros nomes interessantes são: Fernando Alarza (ESP), terminou na quinta posição no ranking geral de 2017 e tem uma corrida interessante de se ver. Kristian Blummenfelt (NOR) é outro canditado a correr bem e chegar forte para sprint final. Ele apareceu muito bem no circuito ano passado e terminou na terceira posição do ranking geral.

Richard Murray (RSA) e Henri Sshoeman (RSA) são outros dois grandes atletas que são muito fortes no short distance triathlon. Murray já deu as caras este ano e vencendo a 2018 Cape Town ITU World Cup.

Chama a atenção como a França tem colocado atletas no start list masculino. Para a primeira etapa da WTS em 2018, o time francês vem com cinco triatletas, com destaque para Vincent Luis, vencedor da final em Rotterdan (HOL), em 2017. A Bélgica também nos saltou aos olhos com cinco atletas na lista de largada. São os dois países com o maior número de atletas no masculino, seguidos de Espanha (4 atletas) e Inglaterra (4 atletas). O Brasil não tem atletas no masculino.

Disputa Feminina
Foto: Janos Schmidt/ITU Media.

Entre as mulheres o desafio será segurar Flora Duffy (BER). Atual bicampeã mundial do circuito, Flora não tem vitórias na WTS de Abu Dhabi, ainda. Sua melhor classificação foi em 2015, na terceira posição, e, em 2016, na quarta. Em 2017, a atleta não largou em virtude de uma lesão.

Andrea Hewitt (NZL) vem para defender a vitória do ano passado, depois de protagonizar um sprint final fortíssimo e emocionante com Jodie Stimpson (GBR) e vencer. Hewitt é a única atleta no start list de 2018 que venceu em Abu Dhabi. Jodie Stimpson e Gwen Jorgense venceram, respectivamente, em 2016 e 2015, não competirão na edição de 2018.

Katie Zaferes (USA) e Kirsten Kasper (USA) vem juntas com mais três atletas americanas, mostrando que os USA está trabalhando forte na renovação de atletas. Outro país que vem colocando sempre um grande número de atletas na WTS é o Japão, com certeza de olho para preencher as 3 vagas para as próximas olímpidas. A Austria também vem com cinco atletas no feminino. O Brasil não tem atletas no feminino.

Ao contrário das duas edições anteriores (2017 e 2016), Abu Dhabi desafiará os atletas na distância short, como o fez na primeira edição (2015).


Por Erik Coser, editor e fotógrafo da Revista Alltrinews.

COMPARTILHAR