Posições básicas para você pilotar melhor a sua bike no Triathlon

Posições básicas sobre o guidão da sua bike para provas e treinos de Triathlon

Pedalar não é simplesmente pegar a bike e sair pedalando. Andar no pelotão exige atenção e muito cuidado. Algumas posições básicas você precisa saber para sair-se bem nas provas e treinos, melhorando a postura, a aerodinâmica e a visualização de toda a dinâmica do pelotão de triatletas durante uma competição ou treino.

Abaixo, ilustramos com fotos e textos algumas posições básicas para você utilizar melhor o guidão e clip da bike. Cada posição tem suas próprias peculiaridades. Entenda cada uma delas e quando é melhor usá-las.

Braços esticados com as mãos sobre o manete

Esta posição é clássica e pouco aerodinâmica. Utilizamos principalmente nos treinos leves ou no meio do pelotão. O tronco está ereto, com os braços esticados e as mãos apoiadas sobre o manete de freio. Ideal para descansar entre os tiros do treino, girar, subir morros ou, simplesmente, observar o que rola no pelotão.

Braços dobrados com as mãos sobre o manete

É uma derivação da primeira posição. Repare que os cotovelos estão levemente dobrados. Isto melhora o coeficiente aerodinâmico sem comprometer muito o conforto da posição. Alguns atletas aproveitam esta inclinação do tronco e colocam a mão numa posição mais acima do manete, buscando mais aerodinâmicaa. Veja na foto abaixo:

Este apoio das mãos sobre o manete oferece pouco contato com o mesmo. Evite usá-la quando estiver no meio do pelotão. A mão poderá escorregar. Mas quando estiver sozinho, no plano ou na subida, ou, quem sabe, na cabeça do pelotão, experimente inclinar ainda mais o tronco, mantendo as mãos no topo do manete e apoiando o antebraço no guidão. Você obterá mais firmeza na pilotagem e ficará bem aerodinâmico.

Nesta foto acima, podemos ver como é possível frear apoiando a mão ao mesmo tempo sobre os manetes. Use os dois dedos e deslize-os sobre o manete pressionando-o. É um pouco mais difícil de frear, mas nada impossível de fazer.

Tronco inclinado e mão apoiadas no drop do guidão

Aqui temos a posição mais aerodinâmica sobre o guidão. Depois desta somente o clip proporcionará a melhor aerodinâmica.

Como o tronco bem inclinado e com as mãos firmemente seguras no drop do guidão, teremos uma posição bem agressiva. É o momento de trincar os dentes, estando aa cabeça do pelotão, puxando os  amigos de treinos e de prova. No meio do pelotão é também possível utilizá-la, principalmente quando ele estiver bem esticado.

Muito triatletas iniciantes evitam esta posição. Seja por medo ou pela postura que exigirá bastante da lombar. Treine bastante. Prepare a lombar, pois você vai amar pedalar rápido com as mãos no drop. A dica aqui é posicionar-se um pouco mais à frente do selim, baixar o tronco, olhar para frente e não para o chão, e, claro, fazer força.

Veja na foto abaixo como frear com as mãos no drop do guidão.

Repare que freiar nesta posição é muito fácil. Como os dedos estão puxando o manete na parte mais distante da alavanca, o poder de frenagem será absurdamente alto. Vá com calma. Aperte devagar o manete!!

Tronco ereto e as mãos apoiadas sobre a parte mais alta do guidão

Repare que o tronco da atleta está bem ereto. No caso da foto, como a bike está equipada com um clip, a atleta teve que apoiar as mãos um pouco para fora do guidão e os cotovelos ficaram abertos, bem no estilo “Chris Froome” (veja o detalhe na foto abaixo). Enfim, é uma posição excelente para subir montanha, pois permite mais “espaço” no peito para respirar, liberando a musculatura. Ainda, é muito utilizada durante os giros regenerativos e no bate papo entre amigos no início ou fim do treino.

Já que somos triatletas e muitos de nós usamos clips, uma forma legal é utilizar os “pads” do clip para apoiar as mãos. Veja a foto abaixo:

Clip

Com certeza ver alguém pedalando apoiado no clip a probabilidade é enorme dele ser um triatleta. Nesta posição encontramos toda a aerodinâmica, além de conseguir uma posição bem confortável para pedalar por horas sem fim. No caso da foto, a bike da triatleta está equipada com um clip que está fora das regras da ITU, pois ele ultrapassa a linha do manete.

Uma variação desta posição, é colocar as mão mais recuadas. Isto proporcionará uma alavanca e você conseguirá fazer um pouco mais de força. Veja a foto abaixo.

De qualquer maneira, pedalar no clip exigirá do triatleta iniciante uma prática maior. Alguns sentem certa dificuldade em apoiar-se no clip. Treine e aproveite o máximo possível deste equipamento.

Não pedale no meio do pelotão apoiado sobre o clip

Atenção, não pedale apoiado no clip quando estiver no meio do pelotão. A manobrabilidade da bike fica prejudica e o tempo de reação para a utilização dos freios é bem lento. Além disso, você estará infringindo uma regra de provas com vácuo liberado.

Use o clip somente quando estiver sozinho ou quando estiver na frente do pelotão. Em nenhuma outra situação deverá ser utilizado.

Este artigo não esgota as possibilidades, mas a intenção foi demonstrar, de forma simples, principalmente para os iniciantes, algumas posições de como apoiar-se no guidão e no clip.

Bons treinos para todos!!


Por Erik Coser, editor e fotógrafo da REVISTA ALLTRINEWS. Triatleta das fotos: Hellen Fante.

 

COMPARTILHAR