Voe baixo nos 90km do ciclismo do IM 70.3 com estas 3 dicas do Felipe Manente.

Foto: Erik Coser/Revista Alltrinews.

Uma prova de Ironman 70.3 consiste em nadar 1900 metros, pedalar 90 quilômetros e correr 21 quilômetros. Apesar da distância parecer absurda para um cidadão normal, para nós, triatletas, é uma distância relativamente curta. Exatamente por isso hoje em dia os melhores atletas do mundo pedalam os 90km tão rápido quanto os atletas de provas olímpicas com vácuo (Ironman 70.3 sem vácuo). Alguns fatores são essenciais para a manutenção da velocidade mais alta possível durante algumas horas.

1- Aerodinâmica:

Ser aerodinâmico significa, a grosso e simples modo, “furar o ar” com a menor dificuldade possível. Isso quer dizer que quanto mais aerodinâmico você estiver, mais rápido você estará pilotando sua bike, aplicando a mesma força. Faça um teste. Num mesmo trecho, coloque a mesma potência e marque a velocidade em 5km pedalando clipado, numa bike TT, com capacete aerodinâmico e rodas de competição com perfil alto (apropriadas para a maioria das provas). Depois, faça o mesmo trecho com a mesma potência pedalando com a mesma bike fora do clip. Depois, com uma bike road, e assim por diante. Isso é a simples e pura aerodinâmica fazendo efeito na velocidade da bicicleta. Vale ressaltar também que um bom bike fit, além de poder te ajudar a não ter dores indesejadas nos treinos e competições, te colocará numa posição aerodinâmica favorável pra “vencer’ o vento.

2- Treinamento:

De nada adianta estar aerodinâmico e ter a melhor bicicleta do mundo, com os melhores equipamentos, se você não treinar. TREINE! E treine muito! Só assim você conseguirá cumprir os 90km no auge da sua performance. Saiba colocar um ritmo e pedalar durante todo o percurso no mesmo ritmo, sem mais nem menos potência. Se você tiver um medidor de potência, isso poderá lhe auxiliar. E treine a sensação de esforço/velocidade/ritmo que pretende pedalar na prova, para não ter surpresas. Outra dica bacana aqui: faça treinos de transição swim/bike, também. Eles são tão importantes quanto os de bike/run.

3- Alimentação/hidratação

Eu considero alimentação/hidratação a quarta modalidade do Triathlon (depois das 3 que são nadar, pedalar e correr). De nada adianta aerodinâmica e treinamento se você não se alimentar adequadamente na hora da competição. Hidrate-se e alimente-se bem já nas semanas que antecedem a prova. Atenção redobrada para a hidratação caso a prova seja num clima muito quente. E hidratar não significa apenas beber água. Perdemos eletrólitos (sal, etc) e eles precisam ser repostos para que tudo saia 100%.

Use essas dicas para extrair o seu 100% nos 90km do ciclismo das provas de Half Distance.


Por Felipe Manente, Triatleta Profissional e Coach da Assessoria Manente Performance Team, Instagram: @felipemanente

COMPARTILHAR