Pâmella Oliveira é quarta melhor do mundo no Ironman 2018 Nelson Mandela Bay Ironman 70.3 World Championship

Foto por Donald Miralle/Getty Images for IRONMAN.

Pâmella Oliveira é quarta melhor do mundo no Ironman 2018 Nelson Mandela Bay Ironman 70.3 World Championship

A capixaba surpreendeu a todos e foi a 4ª melhor triatleta no Ironman World Championship 70.3 na África do Sul, se tornando a melhor brasileira da história em mundiais de 70.3. 

A triatleta Pâmella Oliveira, experiente nas provas de sprint e olympic distance, competiu por vários anos em provas da Word Cup e WTS da ITU e atleta olímpica por duas vezes , nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e Rio 2016. A partir de 2017, Pâmella voltou a treinar no Brasil e passou a competir em distâncias maiores, conquistando bons resultados e vitórias.

Em entrevista pré-competição concedida à Alltrinews, comentou que mudou o foco do seu treinamento para o long distance, e foi para o mundial da franquia Ironman 70.3 com objetivo de um top 10.

E para surpresa de todos, Pâmella fez uma prova super redonda e conseguiu um resultado histórico para o triathlon brasileiro na distância meio-Ironman. Ela ficou na quarta posição, à frente de grandes nomes do triathlon mundial, colocando-se. De surpresa para ser uma das melhores do mundo, Pâmella conversou com nossa redação após a prova pelo whatsapp. Confiram alguns trechos da nossa conversa:

AQUECIMENTO E NATAÇÃO:

Eu estava bem tranquila. Fui pedalando para a prova e acho que fui uma das últimas mulheres a chegar na transição para deixar a bike. Eu sinto necessidade de aquecer bastante e, como a intensão era nadar bem forte, eu fiz um aquecimento de natação até poucos minutos da largada, já estavam querendo me tirar da água (risos)”.

“Pensei que a largada seria um pouco mais tranquila, teve uma menina que veio para cima de mim com tudo, me tirando do pé da Lucy Charles, que era minha estratégia inicial de tentar ir com ela, mas não deu certo. A menina ficou brigando comigo e preferir não me desgastar tanto; me afastei, aguardei e fiquei no grupo que se formou logo atrás.”

Parcial da natação (1900m):
24:24 –> 01:17 min/100m

 

TRANSIÇÃO E CICLISMO:

“Quando cheguei na transição com o grupo, vi que meu capacete estava no chão com a lente do outro lado, o que me fez perder um pouco o foco. Acabei me enrolando um pouco ali, foi um dos pequenos erros que cometi. Tentei prender a lente no capacete, mas não consegui; e acabei saindo da transição com a lente na boca (risos).”

“Logo no início da bike vi que estava junto com a Daniela Ryf e com a Anne Haug, então pensei: ‘to bem’. Quando eu vi, estava no final do grupo. Me senti um pouco presa neste momento, não dava para ultrapassar, estava muito vento. Eu tentei me manter tranquila e tomar uma atitude em um momento mais propício.”

“Ao longo da bike, algumas meninas foram ficando para trás. Em um dos momentos a menina que estava na minha frente deixou abrir muito e o grupo de trás estava chegando. Foi quando fiz muita força e voltei para o grupo da frente. Demorou um pouco, mas consegui chegar. Valeu a pena, foi uma boa hora para tomar uma atitute, porque fez toda a diferença na corrida, saindo para correr em 6º lugar.”

Parcial do ciclismo (90km):
2:23:17 –> 37,5 km/h

 

CORRIDA E CHEGADA:

“Eu sai para correr sem olhar pace, para ver como eu iria me sentir, e o 1º km já bateu um pace baixo. Fiquei a corrida inteira vendo as duas meninas da frente na mesma distância, foi um pouco agonizante, sempre muito perto. Me concentrei para não perder elas de vista com o objetivo de manter o ritmo e não perder posições para as meninas boas que vinham correndo forte atrás. Queria manter o 6º lugar.”

“No final eu encostei e cheguei nelas, e vi que foi uma para cada lado, aproveitei e não descansei, mantive o ritmo e forcei um pouco, uma ficou para trás e a outra (Radka Vodickova) ficou próxima. Foram uns 2km finais bem tensos, mantive um ritmo forte e no final, quando entramos na parte estreita, comecei a acelerar, ela demonstrou cansaço e quando avistei o pórtico sprintei e ela ficou.”

Eu fiquei bem surpresa, minha intenção era um top 10. Todo respeito por um campeonato mundial, foi minha primeira vez e tem muitas meninas boas e experientes. Felizmente eu tive um dia inspirador. Eu brinquei com algumas pessoas que nem eu teria apostado nenhum real em mim em um resultado top 5 (risos)”

Parcial da corrida (21km)
1:21:29 –> 3:52 min/km

Tempo total: 04:13:43

Top 10 Women’s Results:

SWIM BIKE RUN FINISH
Daniela Ryf CHE 00:24:24 02:15:27 01:16:59 04:01:12
Lucy Charles GBR 00:23:00 02:17:11 01:20:36 04:04:58
Anne Haug DEU 00:24:26 02:23:16 01:15:10 04:07:21
Pamella Oliveira BRA 00:24:24 02:23:17 01:21:29 04:13:43
Radka Vodickova CZE 00:24:24 02:23:29 01:21:39 04:13:49
Imogen Simmonds CHE 00:24:25 02:23:28 01:22:33 04:14:39
Jeani Seymour ZAF 00:24:24 02:27:21 01:19:08 04:14:56
Ellie Salthouse AUS 00:25:43 02:25:54 01:19:23 04:15:11
Emma Pallant GBR 00:25:55 02:25:56 01:20:04 04:15:52
Sarah True USA 00:24:23 02:29:11 01:17:58 04:15:59

 


Por Alessandro Frizzera, editor da Revista Alltrinews.

 

COMPARTILHAR