Matheus Diniz e Luma Guillen vence o Brasileiro de Aquathlon em Manaus

Foto: Eduardo Braz

MATHEUS DINIZ E LUMA GUILLEN SÃO OS CAMPEÕES GERAIS DA 2ª ETAPA DO BRASILEIRO DE AQUATHLON EM MANAUS-AM.

Aconteceu neste sábado, dia 05/11, a segunda e última etapa do brasileiro de Aquathlon em Manaus. A primeira etapa aconteceu em maio em Brasília. Ambas as provas foram realizadas nas distâncias de 1000 m de natação e 5 km de corrida.

Manaus amanheceu com o céu nublado e a largada da prova foi às 8h da manhã, na Praia de Ponta Negra. A natação aconteceu no Rio Negro, que estava em nível baixo, com água quente e densa, o que deixou a transição longa na areia.

Matheus Diniz, do Esporte Clube Pinheiros (SP), foi o campeão geral da prova com o tempo de 30’10”, seguido de perto por Wesley Mattos (CE) que registrou 30’23”, Rafael Fonseca (DF) terminou em terceiro com 30’41”. Diniz foi 1º lugar da elite na etapa de Brasília e se tornou campeão brasileiro de aquathlon 2016.

Diniz chegou sexta-feira em Manaus para sua penúltima prova da temporada que coincidiu com a programação e seu foco principal que é o Campeonato Panamericano de triathlon em Buenos Aires no dia 27 de novembro. Diniz conversou com a nossa redação:

Diniz: “Puxei o tempo todo a parte da água saindo em primeiro para transição, essa que era bem longa, em um trecho de quase 300 metros de corrida na areia fofa. Já na saída da transição para a corrida, consegui imprimir um ritmo forte abrindo uma certa vantagem dos demais atletas e fui administrando com a mentalidade de terminar a prova dando meu máximo, mas ao mesmo tempo com cautela, pois mesmo com um clima ameno é muito quente. Uma prova bem organizada e com um nível bom de atletas, principalmente das categorias dos juniores”.

NO FEMININO, Luma Guillen da categoria Junior repetiu o resultado da 1ª etapa em Brasília, sendo campeã geral da prova com o tempo de 37’18”. Paulista de 19 anos Luma começou no triathlon na base do Sesi em 2013 e integra a equipe de alto rendimento desde 2014. Jessica Santos (AM) chegou em segundo lugar geral com 39’58” e em terceiro Geovana Santos com 43’08”.

Luma Guillen: “Minha estratégia foi abrir na natação. Consegui abrir e administrei a corrida. Não tinha muitas meninas como na 1ª etapa, na Junior era eu e mais uma, mas eu procurei dar o meu melhor independente do número de pessoas na prova, e consegui como em Brasília ser campeã da categoria Junior e geral da prova“.

AMADORES:

alltrinews-brasileiroaquathlon2016_amadores
fonte: CBTRI, amadoras aquathlon Manaus 2016

O treinador e proprietário da equipe L3 Triathlon Team Leonardo Rodrigues (ES) foi campeão da categoria 35-39 anos e geral amador. Leo conseguiu manter o grande feito nas últimas três provas do brasileiro de aquathlon, sendo campeão geral amador de 2014 em Itajaí, 2015 em Aracaju e agora em Manaus. Tornando-se tricampeão geral brasileiro amador de aquathlon.

Leo: “A prova foi mais difícil que imaginei, pois o clima amanheceu mais ameno, porém a presença da correnteza no Rio Negro entre as boias e a longa transição na areia trouxe uma dificuldade a mais e ainda tínhamos uma subida que percorremos por duas vezes, prejudicando manter o ritmo durante toda a etapa da corrida“.

O bombeiro e treinador Rômulo Santos (ES) foi tricampeão na 25-29 anos e o segundo geral amador em Manaus.

Rômulo: “Tive a felicidade de conquistar o Campeonato Brasileiro de Aquathlon 2016 – 25/29 anos, garantindo assim o Tricampeonato na categoria e meu 7º título brasileiro (4 títulos na 20/24 e 3 títulos na 25/29). O ponto alto do dia foi ver meus alunos Lucas Barros e meu irmão Arthur Santos chegando logo “na cola”! Lucas vice-campeão 20-24 e Arthur campeão na 18-19 anos. Como técnico é uma satisfação imensa.”

Lila Tavares (ES) retornou às competições em grande estilo, após um ano parada devido à gestação do seu 2º filho, venceu a categoria 35-39 anos e foi a 1ª amadora da prova. “Fiz força do começo ao fim, nunca é fácil.“, destacou Lila.


Por Alessandro Frizzera, analista de sistemas e triatleta amador

COMPARTILHAR