Luiza Cravo e Santiago Ascenço vencem o Ironman 70.3 Coquimbo

Foto: Ironman 70.3 Coquimbo.

Luiza Cravo e Santiago Ascenço vencem o Ironman 70.3 Coquimbo

Final de semana cheio de vitórias para os triatletas brasileiros no exterior. Luiza Cravo e Santiago Ascenç vencem o Ironman 70.3 Coquimbo, no Chile.

O Chile não tem somente o Ironman 70.3 Pucón, realizado ao sul do país, bem no ínicio da temporada para os latinos americanos. Agora, o país recebe os atletas em Coquimbo, destino um pouco desconhecido dos turistas e triatletas brasileiros. A prova tem como ponto alto o ciclismo cujo desafio é suportar os fortes ventos da costa chilena e os brasileiros se deram muito bem na competição deste domingo.

Com poucos profissionais na disputa, precisamente 7 atletas no masculino e dois no feminino, o chileno Felipe Van de Wyngard fez as honras da casa e foi o primeiro atleta a saír da água (25:20), colocando 17″ sobre o americano Jarrod Shoemaker e 01’09” sobre o brasileiro Frank Silvestrin.

Mas o ciclismo ficou por conta do show de Oscar Galindez e Santia Ascenço. Galindez foi o sétimo a sair da água e conseguiu fazer um pedal fortíssimo, conquistando várias posições e entregando a bike com o segundo melhor tempo (02:22:28), porém a melhor parcial do dia ficou com Santiago Ascenço (02:21:50), entrando na T2 na primeira posição.

Na corrida Santiago continou demonstrando toda a sua força, colocando tempo sobre Oscar Galindez e Wyngard. Aproximadamente no Km 10, Santiago já possuía uma vantagem de 5’51” sobre o segundo colocado.

Enquanto isso, Frank Silvestrin vinha forte e foi conquistando posições até chegar na terceira posição.

Ao fim, Santiago levou a vitória com o tempo de 4:20:02. Na segunda posição, Oscar Galindez (4:25:22) e logo atrás, com uma diferença de 59″, Frank Silvestrin ficou com a terceira posição para o Brasil (4:26:21).

Prova Feminina

A chilena Pamela Tastets fez, novamente, as honras da casa e saiu em primeiro na natação com cerca de 30″ de vantagem sobre a brasileira Luíza Cravo. Porém, no ciclismo, a prova tomou outra dimensão, com Luíza fazendo uma boa performance, assumindo a ponta da prova para não largar.

Luíza fez a parcial do ciclismo 2:44:35, enquanto isso, a chilena marcava o tempo de 2:56:00.

Na corrida, não foi diferente. Luíza continou na liderança e fechou a corrida com a parcial de 01:37:46. No fim, Luíza levou a vitória com o tempo de 4:56:56.

Pódio Masculino Pro

1) Santiago Ascenco 4:20:02

2) Oscar Galindez 4:25:22

3) Frank Silvestrin 4:26:21

Pódio Feminino Pro

1) Luíza Cravo 4:56:56

2) Pamela Tastets 5:11:38


COMPARTILHAR