Dobro Barras Energéticas – Review

Realizamos o review das barras energéticas da marca brasileira Dobro que chegou no mercado brasileiro chamanda a atenção de muitos praticantes de esporte e adeptos da alimentação saudável, principalmente o público dos esportes de endurance.

Por que o nome dobro?

A resposta vocês podem encontrar no próprio site da empresa clicando aqui. Porém, resumidamente, vem de uma Teoria Matemática de Vortex. Colocando os números de 1 a 9 em torno de um círculo, ao dobrar os números e ligar os pontos (soma dos números tem que ser um algarismo), começamos a diagramar o símbolo do infinito. Fazendo isso, repetidamente, enxergamos que nunca tocamos nos números de pulsação 3 e 6 e no número supremo, o 9. Dessa forma, fazendo o dobro dos números no círculo, faz com que iniciemos vibrações supremas e uma energia infinita.

História

A marca é genuinamente brasileira e formou-se em dezembro de 2017 fazendo história no mercado nacional ao ser a primeira barra energética nacional com café 100% arábica. E aqui está a grande vantagem da mesma. É isso mesmo! Parece esquisito, mas eles colocaram grãos de café na barra e, por incrível que pareça, ficaram deliciosas.

Ao contrário de qualquer outra barra do mercado, as barras da Dobro são naturalmente energética, o equivalente a duas xícaras de café, em teor de cafeína, além de ingredientes superfood, altamente nutritivos.

Agora, vamos à análise propriamente das barras energéticas da Dobro.

O que as barras possuem?

Ingredientes base: tâmaras, nibs de cacau, nuts, café arábica orgânico, pasta de amêndoa integral e chocolate meio amargo. São comercializados três sabores com os ingredientes acima e mais uma particularidade: Coconut Mocha, que tem lascas de coco; Mocha Latte, com toque de canela e Caramel Machiato, com toque de caramelo.

É a 1ª Energy Bar do Brasil naturalmente energética, feita com café orgânico 100% arábica e ingredientes nutritivos superfood. Ela se difere das barras de cereais, barras de frutas e barras de proteínas, buscando se destacar em ser um alimento com sabor, funcional e natural.

Teste no dia a dia de um triatleta – Por Alessandro Frizzera

Durante a minha rotina semanal, acordo bem cedo por volta das 5:10 da manhã para treinar antes de ir para o trabalho. Após a jornada diurna com a empresa, normalmente vou para o treino de natação ou atividades complementares no início da noite.

Passei a levar as barras na mochila para consumir em alguns momentos de fome entre o almoço e o jantar. Realizei alguns testes consumindo uma energy bar 30 minutos antes do treino de natação noturno (aproximadamente 1h de treino), ingerindo apenas água no intra-treino,
atendeu perfeitamente. A barra possui cafeína que ajuda na disposição para um treino após uma jornada de trabalho. Depois da sessão de treino, faço consumo de uma dose de whey protein. Destaque para a praticidade em ter uma barra nutritiva por perto em momentos de necessidades.

Nos meses anteriores, estava em período de treinamento de base para a temporada, com mais carga nos treinos em média intensidade. Aproveitei para consumir algumas barras nos longões de ciclismo dos finais de semana. O valor energético da barra é de 166 kcal (equivalente a 2 géis), tem 50 gramas e o consumo é mais lento do que um gel, por ser um alimento sólido. Eu conciliei o consumo das barras nos treinos com água, carboidratos diluídos nas caramanholas e géis.

Achei muito bom o consumo das barras durantes os treinos longos de cicilismo. A variabilidade de tipos de energias diferentes (líquidos, géis e barras) na quantidade certa para o tipo de treino, foi agradável, não pesando no estômago e atendeu minhas necessidades, como a vontade de comer algo sólido durante um longo período de bike.

Desconto Especial para o seu experimento:

Conseguimos para nossos leitores um bom desconto de 15% na compra das barras energéticas. Basta digitar o cupom: ALLTRINEWS no carrinho de compras no site da dobro

Informação Nutricional: Valor energético: 166 kcal; Carboidratos: 16g; Proteínas: 1,9g; Gord.: 11g; Gord. Saturadas: 4g; Fibra Alimentar: 1,8g; Sódio: 0,8mg; 120mg de cafeína.


Por Alessandro Frizzera e Erik Coser, editores da Revista Alltrinews.

COMPARTILHAR