5 dicas para o pedal do Ironman Florianópolis

Foto: Erik Coser/Revista Alltrinews.

5 dicas importantes para o pedal do Ironman Florianópolis

Agora são 5 dicas que elaboramos para o seu pedal do Ironman Florianópolis. Coisas simples que poderão fazer a diferença na maratona e no tempo final da prova.

As duas voltas do ciclismo no Ironman Florianópolis não oferecem grandes desafios aos atletas. 4 subidas e 4 descidas colocam um pouco de tempero ao pedal, mas na maior parte o percurso é plano e veloz. É um formato de prova que permite tempos baixos e recordes pessoais.

Mas é importante ficar atento à segunda modalidade. Vamos às nossas dicas:

Coloque sua nutrição na bike e não na roupa

O ciclismo do Ironman irá queimar cerca de 3mil a 5mil calorias do seu corpo. É crucial alimentar-se durante os 180km. Mas nada de levar a nutrição nos bolsos do macaquinho ou top. Coloque tudo na bike, com fácil acesso, preferencialmente, tudo ao alcance das mãos, sem a necessidade de sair da posição aero. Como o percurso é praticamente plano, quanto mais tempo clipado, melhor será o rendimento aerodinâmico.

Ritmo – pedale o que deve fazer e não o que poderia

O ritmo de pedal que nós entendemos ser o que “poderia” fazer fica no campo dos sonhos. A maratona do Ironman está lotada de atletas que caminham com recordes pessoais no pedal. Deixe o ego de lado e pedale com calma. A primeira hora do ciclismo tem que ir com calma, mesmo todos estejam te ultrapassando.

Quanto ao ritmo, mantenha um pace contínuo. Evite grandes variações de ritmo ou acelarações. O pedal em Floripa é praticamente plano. Encontre uma velocidade de cruzeiro e siga com este plano até o final.

Fique aero

Não precisa gastar muito grana com soluções high-tech para manter-se aero. A maior parte do arrasto aerodinâmico advém do corpo humano sobre a bike. Então, pedale clipado e com as roupas corretas para não parecer um paraquedas sobre a bike.

O capecete aero é o maior e o melhor investimento que você pode fazer desde que saiba usá-lo. Então, evite ficar com cabeça muito baixa se possui aqueles capacete pontudos. Se o modelo que você possui é daqueles novos, fechados e do tamanho dos capacetes tradicionais, com certeza a preocupação com a posição da cabeça não mais existirá. Foi o melhor investimento que você fez na sua vida em questão de aerodinâmica.

Cuide da posição das suas garrafas. As melhores são aquelas presas no guidão. E nada de amarrar câmera de ar no canote do selim. Afinal de contas, você comprou uma TT. Não estrague os milhões de dólares que o fabricante investiu no túnel de vento para desenvolver a bike na qual você está montado. Então, acondicione ferramentas, géis etc no lugar correto, como por exemplo, em pequenas bolsas presas no tubo superior do quadro, logo atrás da mesa do guidão.

Evite usar a sacola de special needs

Vá para o pedal com a ideia de não usar a sacola de special needs. Você vai perder tempo com isso. Então leve durante o ciclismo um pouco mais de alimento para não ter que parar no special needs.

Vento

O pedal em Florianópolis é realmente bem tranquilo. Além de plano, o percurso não apresenta muito vento contrário. Mas ele costuma aparecer na segunda volta, principalmente para aqueles atletas que farão um pedal com tempo na casa de 5h ou mais. O vento vem quando o atleta faz o retorno do aeroporto em direção à Jurerê. Então, não brigue com o vento. Encare-o clipado e com paciência você vai terminar logo, pois faltará pouco mais do que 60km para o fim.


 

COMPARTILHAR